Poesia espírita em em homenagem à VI ABRARTE

osmir

Poesia de Osmir Freire, presidente Femar, em homenagem à VI ABRARTE:


VI Mostra ABRARTE Nordeste de Arte Espírita

12 e 13/10/2018 - São Luís/MA


Na pauta deste Encontro

Constam apresentações

Estudos e oficinas

Compartilhando emoções

A ordem é confraternizar

Para a região integrar

Neste Encontro de corações


Amigos do Nordeste

Bem-vindos ao Maranhão

Terra muito acolhedora

Com formato de coração

Receber bem o visitante

Tem sido uma constante

Constitui sua missão


E aqui no Maranhão

Em todo canto tem arte

Deus com o Maranhense

Generosamente reparte

Os talentos com cada qual

Prestar contas ao final

Isto da lei faz parte


O Maranhão a arte inspira

E na arte é reconhecido

Cultura e belas paisagens

Em telas reproduzido

No futuro as gerações

Terão exatas noções

Com ele reconstituído


Nesta Terra das palmeiras

Onde canta o sabiá

Tem anchova e peixe pedra

Melão, cupuaçu e cajá

Babaçu, juçara e bacuri

Jaca, manga rosa, buriti

Pescada e arroz de cuxá


E do Humberto de Campos

Que na inspiração passeia

Com o “Brasil, Coração do Mundo...”

O Alto nos presenteia

Gonçalves Dias, Ferreira Gullar

Coxinho, o cantador mais popular

Artur Azevedo e Raimundo Correia


Na literatura, na música

Em qualquer modalidade

A arte aqui se expressa

Com prodigalidade

Anônimos e conhecidos

Trabalham comprometidos

Provando a imortalidade


Saudamos a caravana

Que vem lá do Piauí

Onde o sol mais se demora

Povo trabalhador está ali

Bonita capital, Teresina

Com boa culinária e cajuína

Prontas para nos servir


Os artistas do Ceará

Da capital e do sertão

Do Bezerra de Menezes

O apóstolo da Unificação

Viana de Carvalho e Patativa

Este, do cordel lenda viva

Chico Anísio e Renato Aragão


A nossa saudação também

Vai para os irmãos do Norte

Lá do Rio Grande, de Oscar

Herói da cesta, no esporte

Que foi pra ele um escudo

E de Câmara Cascudo

Das letras um irmão forte


O abraço se estende

Aos irmãos paraibanos

Juntos ao Leopoldo Cirne

No Espiritismo sem enganos

Augusto dos Anjos, poeta

Com Suassuna completa

O time dos Arianos


Saudamos os pernambucanos

De Nando Cordel, Alceu e Gonzaga

De Paulo Freire, o educador

Onde o Frevo nunca se apaga

De Elba cheia de energia

Agrada com música e simpatia

Canta, dança e ainda afaga


Bem-vindo, povo alagoano

De Maceió, cidade bela

Aurélio Buarque, Graciliano Ramos

De Floriano Peixoto e Teotônio Vilela

Do Marechal Deodoro e Dom Avelar

Alma culta e ao mesmo tempo singela


Bem-vindos, irmãos de Sergipe

Do Brasil o menor Estado

Mas de um grande coração

Terra de Gilson Amado

Seu patrimônio cultural

No Brasil, muito destacado


Bem-vindos, irmãos da Bahia

De Irmã Dulce, Joana e Divaldo

Terra onde tudo começou

De Deolindo Amorim e Jorge Amado

Teles de Menezes, espírita fiel

Cada um de vocês seja por nós abraçado


Bem-vindo a um nobre irmão

Que veio do Paraná

Da Capital Curitiba

Para o evento comandar

Veio do primeiro mundo

Viram que falo do Edmundo

Amigos aqui vai deixar


Finalmente, a todos os irmãos

Deste Nordeste de luz

Acolhamos sem demora

O Evangelho que nos conduz

Certos que nosso escudo

É ter no comando de tudo

Nosso guia e modelo, Jesus!


Osmir da Silva Freire

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.