ACONTECEU!! Seminário sobre os desafios na prática mediúnica Espírita

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé e área interna


O último final de semana (5 e 6) foi marcado pela realização do Encontro de Trabalhadores da Área da Mediunidade, em São Luís. Realizado pela Federação Espírita do Maranhão (Femar), por meio do Departamento Mediúnico, o encontro debateu os “Desafios na Prática Mediúnica Espírita".


Durante o evento, que reuniu diversos trabalhadores dos Centros Espíritas da capital e demais municípios do Estado, o coordenador nacional da Área da Mediunidade (CFN/FEB), Jacobson Sant’ Ana e coordenadora adjunta nacional da Mediunidade da Feb, Cristina Pires expuseram temas como o papel do dialogador na reunião mediúnica, como realizar o estudo - Mediunidade Estudo e Prática (MEP), entre outros.


Para o coordenador nacional da Área da Mediunidade (CFN/FEB), Jacobson Sant’ Ana, o principal desafio na prática mediúnica é fazê-la segundo a orientação do Espiritismo. “O mediunismo é natural no ser humano, na sociedade, mas fazer de forma equilibrada, de acordo com a visão espírita requer muita dedicação, estudo e renúncia. Todo aquele que pretender êxito na atividade socorrista através da mediunidade, na realização da caridade e do bem precisa se aparelhar”, explicou Jacbonson.


Ainda de acordo com o coordenador nacional, o individuo que pretende trabalhar na mediunidade precisa estudar bastante O Livro dos Médiuns, as obras básicas que auxiliam o entendimento e aquelas outras de autores encarnados ou desencarnados que guardam harmonia com  a obra espírita. “O médium espírita está convidado a conhecer profundamente Allan Kardec para que ele possa ser um instrumento dócil na mão dos espíritos, para que ele evite o personalismo, o medo a invigilância”, completou o coordenador nacional.


A imagem pode conter: 18 pessoas, pessoas sorrindo



A imagem pode conter: 1 pessoa


A imagem pode conter: 1 pessoa